Comércio de rua tem movimento tranquilo no Gonzaga em Santos

Comércio de rua tem movimento tranquilo no Gonzaga em Santos

Cidade teve retomada de atividades econômicas após ser reclassificada para a fase laranja do Plano São Paulo, do governo estadual.

O comércio de rua no Gonzaga em Santos, no litoral de São Paulo, teve movimento tranquilo na manhã desta sexta-feira (12), segundo dia de reabertura. A cidade, que teve retomada de atividades econômicas, após ser reclassificada para a fase laranja do Plano São Paulo, do governo estadual, registrou movimentação moderada nos centros comerciais.

A reportagem do G1 acompanhou a movimentação na manhã desta sexta, em um dos principais centros comerciais da cidade. Mesmo no Dia dos Namorados, o movimento foi controlado nos estabelecimentos.

Moradores na Avenida Ana Costa, no centro comercial do Gonzaga em Santos (SP) — Foto: Vanessa Rodrigues/ A Tribuna Jornal

Os registros mostram dezenas de consumidores, que usam a máscara de proteção e respeitam o distanciamento recomendado pela OMS. Nas imagens, foram registrados alguns estabelecimentos que permaneceram de portas fechadas mesmo com a flexibilização.

A recomendação estadual era que a reabertura fosse feita apenas na segunda-feira (15), mas algumas prefeituras anteciparam a retomada. Além de Santos, as atividades econômicas em Itanhaém também foram retomadas gradualmente nesta quinta-feira (11). A Prefeitura de Praia Grande autorizou a reabertura de alguns estabelecimentos já nesta quarta-feira (10) , logo após o anúncio do Estado.

As cidades de Bertioga e Guarujá decidiram respeitar o prazo do governo estadual e só reabrirão na segunda-feira (15). Já Cubatão e São Vicente ignoraram a fase vermelha e autorizaram a reabertura na semana passada.

Os estabelecimentos do Centro de Santos podem abrir de segunda a sexta-feira, das 11h às 17h. Nas outras regiões da cidade, podem funcionar de terça-feira a sábado, das 13h às 19h. Shopping centers permanecem fechados. No plano municipal, comércio de rua, escritórios, hotéis, templos religiosos, concessionárias, imobiliárias, salões de beleza e centros de estética poderão reabrir seguindo as restrições (veja lista abaixo).

O uso máscara facial é obrigatório por funcionários e clientes, e há regras sobre higienização e distanciamento. O decreto municipal 8.969, publicado na segunda-feira (8) no Diário Oficial, constam também como obrigação a aferição de temperatura, senhas para controle de fluxo, lotação de veículos, escala de alimentação, separação de mesas e cadeiras, aberturas de portas e janelas e remoção de tapetes e carpetes.

Related Posts

Fazer um comentário
Comentário
Nome
E-mail